google-site-verification: google7721a69443d11381.html Seu futuro está ameaçado por uma nova epidemia.

Seu futuro está ameaçado por uma nova epidemia.

January 24, 2019

A saúde da sociedade está sendo assolada por uma nova epidemia: as Doenças Crônicas Não Transmissíveis.  É um novo tipo de adoecimento em massa, de crescimento acelerado que vem se manifestando em todas a sociedades nas três últimas décadas.  Diabetes, infarto, derrame, câncer, depressão, doenças osteoarticulares estão sobrecarregando o sistema de saúde, aumentando as incapacidades e os anos de vida vividos com doenças e, segundo a Organização Mundial de Saúde, levando as famílias e países a um empobrecimento catastrófico.

 

Os sinais e sintomas das doenças crônicas  - sobrepeso, gordura abdominal, colesterol elevado, glicose alta ou hipoglicemia, enxaqueca, infertilidade, gripes de repetição, alergias, dores no corpo, irritação e ansiedade, cansaço, indisposição - são tão comuns hoje e estão surgindo mesmo em idades precoces que passamos a achar normal ter nossa vida atual e futura dependente de medicamentos e de tratamentos médicos. 

 

No entanto, é preciso saber que essas doenças são altamente evitáveis e seus sinais são causados por fatores agressores presentes no estilo de vida moderno, contra os quais nosso corpo reage numa tentativa defesa da vida. Se você fica mais cansado seu corpo espera que você se afaste das agressões; se seu colesterol ou sua glicose se elevam, é porque seu corpo está tentando de alguma forma evitar um dano maior. Remediar é como calar o grito que seu organismo está dando para chamar atenção à ameaça a sua vida.

 

A obesidade, tão presente hoje, mesmo em crianças é também um sintoma desse mecanismo de defesa ativado para defender a vida e já denota que alguma doença crônica vai surgir, se já não está presente.  E não basta reduzir a quantidade de comida, nem se esforçar fazendo exercícios para acabar com ela, pois se não aprender como evitá-la, de fato, pela assimilação de um novo estilo de vida, ela volta ao menor descuido, como pode ser visto pessoas que tentaram conter o problema com a cirurgia bariátrica que voltam a ganhar peso. 

 

O sistema de saúde e os tratamentos médicos, por mais avançados e sofisticados que sejam, não podem resolver esses problemas. Podem oferecer medicamentos para controlar as taxas de colesterol, glicose e pressão arterial elevados, mas não impedem o avanço interno do adoecimento nem os efeitos adversos desses medicamentos que comprometem cada vez mais o organismo. Oferecem cirurgia para infarto, tratamento para o câncer, antidepressivos, analgésicos e anti-inflamatórios, UTI para os derrames, tratamentos paliativos para reduzir os danos e as incapacidades gerados pelo desequilíbrio metabólico causado pelo estilo de vida prejudicial, mas pouco contribuem para a qualidade de vida, pois suas sequelas geram incapacidades, reduzem a renda e causam sofrimento familiar.

 

A boa notícia é que os sinais e sintomas iniciais do desequilíbrio (repetindo colesterol, glicose alta, ansiedade, enxaquecas, fibromialgia, entre outros) podem ser totalmente removidos com o aprendizado de um estilo de vida que não só favorece a proteção e recuperação de sua saúde, como lhe proporciona maior prazer de viver. Colesterol alto tem cura. E sem medicamentos! Glicose alta também. Distúrbios auto-imunes também! Depressão também!

 Foto OMS - Estatísticas mundiais de saúde - maio 2012. 

 

 

A verdadeira proteção da saúde individual e o restabelecimento do perfeito funcionamento de seu organismo depende de cada pessoa.  Cabe a cada um nós aprender como evitar as doenças, as formas de recuperá-lo e auxiliar a não adoecer mais. 

 

Se você deseja apoio na conquista de mais saúde conheça o trabalho de de prevenção e promoção da saúde do Instituto Aleema.

 

Oferecemos cursos, programas de saúde, oficinas que o auxiliam a conquistas um estilo de vida que recupera o perfeito equilíbrio de seu organismo. 

Chega de doenças! 

 

Saiba mais em nosso site: https://www.institutoaleema.com.br/pravivermelhor

 

Ou inscreva-se aqui para receber mais informações sobre nossas atividades: 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Como funciona o Programa Comunidades de Autocuidado

July 30, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes

April 22, 2019